ENTREVISTA COM JONNHY JOTA, AUTOR DE LEBRE E COELHO!

A Imperial HQs tem o prazer de anunciar que iniciamos um novo quadro no nosso site e no nosso canal no youtube onde iremos divulgar semanalmente três obras nacionais!

Desta maneira, você leitor poderá conhecer histórias em quadrinhos e livros e perceber que tem muito conteúdo nacional de qualidade. E você autor, poderá aprender com autores que estão se destacando no mercado de quadrinhos nacionais.

O quadro tem duas partes, um vídeo onde conversamos um pouco sobre a obra indicada e uma entrevista com o seu autor no site. Caso não tenha assistido o vídeo ainda, aí está:

Como você já percebeu, a obra que selecionamos é LEBRE E COELHO, história em quadrinhos criada pelo autor Jonnhy Jota.

Vamos lá!

entrevista-lebre-e-coelho-imperial-hqs-3

Primeiramente gostaríamos de saber, como você decidiu se tornar um autor de histórias em quadrinhos?

Não foi bem uma decisão. Um belo dia eu descobri que os animes que eu via tinham versão em quadrinhos e eu quis contar minhas histórias assim também. Logo vi que não gostaria de fazer mais nada da minha vida senão aquilo.

Quais são as suas principais influências (obras e autores que lhe inspiram)?

Claro que tenho muitos ídolos, mas eu acho que me inspiro muito mais nas coisas que NÃO gostei. Do tipo ‘nossa, isso tem um potencial ótimo mas está horrível! Eu faria diferente.’ E vou lá e faço.

De onde surgiu a ideia e como foi o processo de criação do universo e personagens de Lebre e Coelho?

A ideia mesmo surgiu de uma música clássica que ouvi há uns anos atrás. Não vou lembrar qual é mas sei que imaginei uma lebre agitada querendo fazer amizade com um coelhinho tímido mas acabava assustando ele. Depois disso foi só viagem. Os personagens foram quase que nascendo por sí próprios e a história foi virando outra coisa sem eu perceber. O Leon era mesmo pra ficar com o Jimmy e o Franz nem tinha nome direito, mas quando se é autor você sabe que não é tudo que você controla, e quando vi, as coisas aconteceram por si mesmas.

A campanha para a versão impressa de Lebre e Coelho está no Catarse. Como o pessoal pode contribuir?

Isso é importante! É só ir no site do projeto (https://www.catarse.me/lebreecoelho) e escolher ao lado o quanto pode colaborar, assim você ganha recompensas de acordo com o valor. Temos até dia 3 de agosto pra atingir a meta. Quem não puder contribuir financeiramente, a divulgação já seria de grande ajuda.

O que os leitores podem esperar do futuro de Lebre e Coelho?

Eu estou trabalho num spin-off no momento. A história vai ter mais de 80 páginas e já está em processo de finalização. Como diferentemente da história principal, essa eu não estou fazendo sozinho (a cor não é comigo) talvez demore um pouco. Enquanto isso eu lanço outra história pra não deixar os fãs só esperando.

Sabemos que o mercado de quadrinhos nacional é complicado, e por isso, nós autores temos que manter o equilíbrio entre o trabalho de quadrinista e outras responsabilidades. Como é a sua rotina com o andamento de Lebre e Coelho?

Basicamente o tempo que não estou na faculdade é o que eu invisto nos projeto, haha. Não apenas nos quadrinhos em si mas com a lojinha, os produtos e os outros bicos que vou arrumando pra garantir o ganha-pão. É ótimo pois estou realizando o sonho de viver de quadrinhos e arte, mas é aquela coisa, precisa gostar bastante porque é algo que você fica o dia inteiro, ainda mais quando se é totalmente independente assim (e não se assuste, você continua tendo vida social).

O que você acha que falta para o mercado de quadrinhos nacionais se consolidar?

O mercado nacional está cada vez mais extenso, o que é ótimo! Estamos vivendo uma fase muito boa pros quadrinhos. Temos cada vez mais plataformas de webcomics onde os autores independentes podem postar sem custo algum e ainda receber por isso -Tapas, Webtoon, Social Comics, por exemplo- O que falta talvez seja a conscientização dos autores de todas essas novas possibilidades, pois qualidade e boas histórias nós já temos.

Qual as dicas que você pode dar para outros autores independentes?

Não pare! Divulgue o máximo possível, entre em grupos, fóruns, vá pra essas plataformas de quadrinhos online e espalhe seu projeto aonde for! Tenha presença no meio digital, interaja com seu público! Aproveite de tudo que a tecnologia tem a nos oferecer e não esquente muito a cabeça com editoras e essas coisas, o mercado independente está cada vez mais forte, então caia de cabeça! Converse com artistas veteranos e esteja sempre disposto à aprender e mudar. E claro, a dica mais importante. Faça o que goste, pois é algo demorado e sem muita garantia de retorno rápido. Seja honesto com seu trabalho, escreva sobre temas que te interessam, o público é consequência.

Por onde os leitores podem acompanhar o seu trabalho?

Eu sempre posto as atualizações pela página no Facebook (https://www.facebook.com/batatiras/) mas os histórias/tirinhas completas e organizadas você acha no Tapastic, que é um site/aplicativo próprio pra webcomics. Seguindo por lá você recebe notificações sempre que alguma história atualizar (https://tapastic.com/jonnhyjota).

entrevista-lebre-e-coelho-imperial-hqs-2

Galera! Lebre e coelho está no Catarse, acesse o link para conhecer mais sobre o projeto e o apoie! Nós da Imperial HQs já garantimos o nosso volume! 😉

Link: www.catarse.me/lebreecoelho

[epico_capture_sc id=”2244″]

 



Imperial HQs Written by:

Imperial HQs é um estúdio de histórias em quadrinhos e livros que pública suas obras gratuitamente em seu site e redes sociais desde 2014. Buscamos ser relevantes no mercado de quadrinhos nacionais através das nossas obras e fazendo parcerias com outros autores independentes.